Alimentos industrializados na alimentação infantil

abril 25, 2017
  • Cereais industrializados, salgadinhos, danones, como proceder com esses tipos de alimentos:

    O grande problema é que, em muitas casas, o alimento industrializado está 100% presente no dia a dia, enquanto os alimentos in natura ou as preparações caseiras não fazem parte da rotina alimentar. Se não temos estes alimentos em casa, não os procuramos certo? Se não comprarmos, nossas crianças não irão sair para comprar, certo? A criança se sensibiliza mais com o que vê e vivencia do que com o que se fala para ela.
    Devemos evitar os alimentos industrializados com grande quantidade de conservantes e aditivos químicos em sua composição porque, além de serem pobres em nutrientes, prejudicam a absorção das vitaminas e minerais fundamentais ao nosso organismo.
  • O consumo excessivo desses tipos de alimentos está fortemente relacionado ao surgimento da obesidade infantil e, consequentemente, de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e dislipidemias (níveis elevados de gordura no sangue).
    Para as crianças que já consomem essas “guloseimas” é possível estabelecer metas. O ideal é nunca cortar tudo de uma só vez. Levar as crianças ao supermercado ou às feiras é sempre uma boa alternativa para colocar a criança em contato com os alimentos e instigar a curiosidade por outros sabores.
    Os pais devem estar cientes que, para que as crianças tenham bons hábitos alimentares, eles também precisam ter. Crianças normalmente se espelham nos pais e fica difícil para elas entenderem que um alimento não é saudável se os pais comem todos os dias esses alimentos. Uma dica para aqueles que oferecem esse tipo de alimento diariamente é reduzir a oferta para algumas vezes na semana inicialmente, procurar um Nutricionista e seguir as orientações corretas para a reeducação alimentar da criança.

    Veja mais dicas em: 

    https://www.facebook.com/viverbemamandagatte

    Instagram: @viverbemamandagatte

Contação de histórias e brincadeiras comemoram o Dia Nacional do Livro InfantilA nova ferramenta do Google: Arts & Culture